Weby shortcut
Youtube

Marcel Müller Fernandes Pereira da Silva

Padrões espaciais da diversidade faunística do Cerrado através da seleção de modelos utilizando o Critério de Akaike (AIC).

Marcel Müller Fernandes Pereira da Silva

Resumo:
A predição da riqueza de espécies é baseada em modelos estatísticos nos quais o número de espécies está em função de diversas variáveis ambientais, sócio-econômicas e climáticas. Se a análise é realizada sobre uma escala regional ou continental, deve ser considerado o efeito espacial porque se este for significativo os resultados da estatística padrão serão incorretos devido à autocorrelação espacial, aumentando o erro tipo I de cada coeficiente em relação a H0. Neste caso utiliza-se os modelos autoregressivos espaciais que corrigem a autocorrelação dos resíduos e com melhor performance em relação à estatística padrão. Com os dados da riqueza de espécies de vertebrados no bioma Cerrado serão construídos modelos matemáticos e comparados entre si através do Critério de Akaike, para avaliar quais modelos melhor explicam a diversidade faunística (mamíferos, aves, répteis e anfíbios) do Cerrado.

<       Voltar       Proximo>>