Weby shortcut
Youtube

Dilermando Pereira Lima Júnior

Padrões macroecólogicos de espécies exóticas no Brasil: Fatores ambientais e antrópicos determinando a riqueza e a distribuição de aves, plantas e peixes exóticos

Dilermando Pereira Lima Júnior

Resumo:
A introdução de espécies exóticas é responsável por grandes prejuízos econômicos sociais e ambientais. Apesar de desses impactos, são poucos os estudos de invasão de espécies em grandes escalas, se tratando, portanto de lacuna de entendimento de processos que determinam o sucesso de invasão e de possíveis medidas mitigadoras. O presente estudo tem por objetivo avaliar os padrões de riqueza e distribuição de espécies exóticas de plantas, peixes e aves do território brasileiro. Para isso, iremos avaliar se existe correlação entre a distribuição e riqueza de espécies exóticas e fatores ambientais e humanos. Além disso, identificar os possíveis fatores responsáveis pelo o sucesso do estabelecimento de espécies exóticas em território nacional. Como metodologia, usaremos análises multivariadas para avaliar a existência de correlação entre a riqueza de espécies exóticas e variáveis ambientais de forma exploratória. Serão utilizados modelos de regressão entre a riqueza de espécies exóticas e as variáveis ambientais e a riqueza de espécies exóticas de diferentes táxons. Para definição dos modelos mais parcimoniosos faremos a comparação entre eles usando o critério de Akaike.

<      Voltar       Proximo>>