Weby shortcut
Youtube

Flávio Ezzeddine El Assal

Avaliação do comportamento de apetência de diferentes estágios do carrapato Amblyomma cajennense (Acari: Ixodidae)

Flávio Ezzeddine El Assal

Resumo:
Dentre os artrópodes transmissores de patógenos, os carrapatos superam todos em número e diversidade de doenças transmitidas aos animais domésticos e ficam atrás apenas dos mosquitos nas enfermidades veiculadas aos seres humanos. Além deste aspecto, o parasitismo desempenhado por estes ácaros resulta em alterações metabólicas em seus hospedeiros que geram prejuízos para as atividades econômicas relacionadas à produção animal. Assim, várias tentativas para controlar as populações de carrapatos foram empregadas ao longo dos últimos dois séculos, sendo que os malefícios advindos do uso indiscriminado de pesticidas (eficiência cada vez mais transitória e aumento da toxicidade dos produtos para os animais tratados) resultaram num contexto propicio para o desenvolvimento de uma abordagem multidisciplinar destes aracnídeos. Nesta nova vertente, aspectos biológicos dos carrapatos como fisiologia, etologia e ecologia, são considerados conjuntamente de forma que novas informações adquirem maior importância ao possibilitarem perspectivas para o desenvolvimento de técnicas racionais para o controle destes artrópodes. Diante deste contexto, o presente trabalho visa estudar o comportamento de apetência expresso pelos diferentes estágios de carrapatos da espécie Amblyomma cajennense. Experimentalmente e sob as mesmas condições ambientais, as expressões destes comportamentos diante de diferentes estímulos (CO2, odores de hospedeiros, sombreamento, calor irradiado, e na ausência de qualquer estímulo –tratamento controle) serão avaliadas. Visa ainda, descrever, comparar e propor uma classificação da apetência expressa por estes diferentes estágios; e comparar a apetência expressa por larvas desta espécie com a expressa por larvas da espécie Anocentor nitens nas mesmas condições ambientais. Para isto, serão coletados carrapatos das referidas espécies em diferentes regiões do estado de Goiás, os quais serão criados e multiplicados no biotério do Centro de Parasitologia Veterinária da UFG. As avaliações dos comportamentos, que ocorrerão numa sala climatizada do Laboratório de Artrópodes de Importância Médico-Veterinária –CPV/UFG, serão realizadas numa caixa de vidro com tampa removível, dotada de dez hastes plásticas para a expressão de estratégias de emboscada, e com área da base suficiente para a expressão de estratégias de caça (1960cm²). Esta câmara de vidro apresentará um fluxo unidirecional de gases e condições de temperatura (25ºC), umidade relativa do ar (80%A. cajennense de um mesmo estágio, diante dos diferentes estímulos utilizados. Os dados obtidos entre os diferentes estágios da espécie A. cajennense diante dos diferentes estímulos serão avaliados pelo teste de Kruskal-Wallis. Já os dados obtidos através das observações das expressões comportamentais das larvas de A. cajennense e A. nitens serão comparadas pelo teste U de Mann-Whitney.

<       Voltar       Proximo>>