Weby shortcut
Youtube

Projetos

Actualizado en 20/07/19 15:08 .

 

PROJETOS INTEGRADOS

 

INCT em Ecologia, Evolução e Conservação da Biodiversidade

Coordenação: Prof. Dr. José Alexandre Felizola Diniz Filho

O primeiro desses projetos é o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) em “Ecologia, Evolução e Conservação da Biodiversidade” (EECBio) tem por objetivo promover estudos de biodiversidade em diferentes escalas espaciais, temporais e níveis da hierarquia biológica (de genes à paisagem), por meio do desenvolvimento, aplicação, avaliação e divulgação de métodos inovadores para a obtenção e análise de dados. Visa-se assim uma melhor compreensão dos processos ecológicos e evolutivos envolvidos na origem e manutenção dos padrões de biodiversidade, bem como a otimização de estratégias para sua conservação com base em evidências sobre efeitos antrópicos, especialmente causados por mudanças climáticas, invasões biológicas e mudanças no uso do solo. O EECBio está estruturado em torno de 3 eixos temáticos: 1. Padrões de diversidade em diferentes níveis de organização e escalas de tempo e espaço; 2. Adaptação, evolução do nicho ecológico e mudanças climáticas; 3. Planejamento em conservação e uso sustentável da biodiversidade. De forma mais ampla, o EECBio se propõe a criar, ampliar e fortalecer redes de cooperação entre pesquisadores e grupos de pesquisa nos 3 temas, facilitando o intercâmbio de ideias em termos de métodos, teorias e subsídios para solução de problemas de conservação e implementação de políticas públicas. Atualmente a equipe do EECBio conta com 125 pesquisadores de 36 instituições de ensino e pesquisa do Brasil e 36 pesquisadores estrangeiros de diversos países, com destaque para Espanha, EUA, Inglaterra, Dinamarca, Canadá e México.

 

PELD “Fatores determinantes da diversidade, concordância e persistência interanual de comunidades animais e vegetais no Cerrado (PELD ParnaEmas)”

Local: Parque Nacional das Emas

Coordenação: Prof. Dr. Marcus V. Cianciaruso

O PELD ParnaEmas iniciou-se em 2011 e atualmente está na terceira fase (2017-2021). Nos primeiros anos foram estabelecidas as condições para desenvolvimento de projetos de longa duração (monitoramento de fauna e flora): instalação de uma estação meteorológica moderna, readequação da base de estudos (laboratório e alojamento para pesquisadores e estudantes), estabelecimento de 100 parcelas permanentes e levantamento da flora arbustivo-arbórea (mais de 3000 plantas plaqueadas e identificadas). Nessas parcelas ocorrem os monitoramentos dos seguintes grupos taxonômicos: mariposas, aves, anfíbios, díptera e acari. O monitoramento é feito com coletas anuais nas estações seca e chuvosa. Ainda, o projeto conta com uma parte de educação ambiental que visa divulgar não apenas os resultados do projeto em si, mas especialmente formar professores das escolas públicas dos municípios que estão no entorno do ParnaEmas (Mineiros e Chapadão do Céu). Até o momento foram publicados dois livros de divulgação científica e educação ambiental, foram realizados dois cursos de formação em educação ambiental para professores da rede pública e para os guias do parque e fizemos a revitalização de uma trilha orientada para os visitantes. Ainda, lançamos o primeiro volume de um guia de bolso que contempla diversos aspectos da fauna, flora e aspectos da vegetação do Cerrado.

 

PELD “Conectividade Funcional e Antropização da Paisagem: Estudo de Caso na FLONA Silvânia e Microbacia do Rio Vermelho” (COFA - Conectividade Funcional e Antropização).

Local: Floresta Nacional (FLONA) Silvania

Coordenação: Profa. Dra. Rosane Collevatti

O projeto analisa os efeitos de modificações da paisagem e distúrbios antrópicos na biodiversidade, no funcionamento dos ecossistemas e em serviços ecossistêmicos em uma das regiões mais importantes para o agronegócio no Brasil. A área de estudo compreende a microbacia do rio vermelho, na área Central do estado de Goiás, dentro da área core do bioma Cerrado. A área focal inclui uma unidade de conservação - a Floresta Nacional de Silvânia, e o município de Silvânia e seus moradores da área urbana e rural. O projeto foca no levantamento da biodiversidade aquática (peixes, zooplancton e fitoplancton), invertebrados (abelhas e cupins), vertebrados (anuros, repteis, aves) e plantas, e como a biodiversidade e afetada pelas modificações da paisagem e uso de agrotóxicos e fertilizantes. O projeto utiliza metodologias de análise molecular em um contexto de “landscape genetics” para avaliar esses efeitos de conectividade e antropização, em uma abordagem ecológico-evolutiva integrada e voltada para questões ambientais.

 

 

PROJETOS DE PESQUISA EM ANDAMENTO

Todos os docentes do PPG participam ou coordenam diversos projetos do CNPq e da FAPEG, e do total de 54 projetos cadastrados na plataforma SUCUPIRA em 2017-2018, 44 deles possuem financiamento do CNPq (25), FAPEG (13), Fundação Boticário (2), CAPES (2), MMA (1), FAPDF (2) e FCT (1). Os projetos em andamento estão listados a seguir:

 

A importância do Cerrado para a agricultura: remanescentes de vegetação natural como reservatórios de inimigos naturais de pragas

A influência da descontinuidade serial sobre a organização do fitoplâncton em diferentes escalas

Adaptação climática e conservação da biodiversidade brasileira baseada em modelos climáticos regionais

Aplicação de modelos de nicho para definição de áreas de estabilidade climática e conservação da biodiversidade

Avaliação bioeconômica do serviço de polinização na cafeicultura ao longo de um gradiente de sustentabilidade de métodos de cultivo

Biodiversidade de ecossistemas aquáticos: ecologia e sensoriamento remoto integrados para conservação de ambientes aquáticos do Estado de Goiás

Bio-Diversidade: por que, como, quando e onde?

Clima, homem e o velho debate sobre as extinções do Quaternário tardio: uma nova proposta para avaliação baseada em mecanismos ecológicos, não em padrões

Como integrar estudos bioacústicos básicos e conservação de anuros

De um presente fragmentado a um futuro incerto: a conservação dos anuros no Cerrado

Determinantes da diversidade beta em sistemas tritróficos formados por plantas, insetos herbívoros e parasitoides

Diversidade e risco de extinção de insetos parasitoides: padrões e simulações baseados em redes tritróficas

Diversidade taxonômica e funcional da ictiofauna de riachos em microbacias com desmatamento recente

Diversificação do tamanho do corpo em ilhas: integrando padrões macroecológicos e modelos de evolução fenotipica

Ecologia, Genética e Conservacão do Cerrado, Amazônia e Mata Atlantica

ECOPHYSICA: Integrando mecanismos fisiológicos a padrões geográficos da biodiversidade

Efeitos da dispersão sobre a estruturação de metacomunidades

Efeitos da urbanização na comunidade de morcegos em Goiânia

Estrutura e função da comunidade fitoplanctônica em reservatórios do Brasil Central

Estrutura filogenética de assembleias de plantas do Cerrado

Estrutura funcional e filogenética de peixes de riachos em escala regional: padrões de distribuição espacial e conservação

EUCLIPO - Efeitos da eutrofização e clima nos polinizadores e provisão de serviços dos ecossistemas

Genética Geográfica de Stryphnodendron adstringens Mart. (Fabaceae) (“Barbatimão”): Estrutura Populacional, Mudanças Climáticas e Prioridades para Conservação no Cerrado

Genômica populacional de Tabebuia (Bignoniaceae): uma nova abordagem para o estudo dos fatores históricos microevolutivos e da fragmentação atual nas Florestas Estacionais

Herença ou ambiente? Processos filogenéticos versus processos ecológicos na determinação das características morfológicas em girinos

Identificación de sitios prioritarios para la conservación de la diversidad filogenética y funcional de los vertebrados terrestres de la Península de Yucatán contemplando escenarios de cambio climático

Impacto da mudança climática e conservação de espécies da fauna e da flora ameaçadas e deficientes em dados no Cerrado

Impacto da mudança climática e uso do solo sobre a distribuição e persistência de primatas neotropicais

Incerteza filogenética em análises ecológicas

Listas vermelhas como ferramentas para a conservação da biodiversidade

Manejo de polinizadores como apoio à conservação e produção sustentável de açaí na região do estuário amazônico

Monitoramento da biodiversidade e de processos ecossistêmicos com o uso de Veículos Aéreos Não Tripulados em áreas de cerrado do parque nacional das emas e entorno

Mudanças climáticas, modelos de nicho e a conservação “in situ” das espécies de Anuros ameaçadas e deficiente de dados do Cerrado

NEXFRUIT

O papel dos remanescentes de Cerrado no controle natural de pragas agrícolas

Padrões de diversidade e estrutura de asssembléias de anuros no Cerrado

Planejamento Estratégico Integrado como ferramenta para zoneamento ecológico de bacias hidrográficas

PROMOB em Rede de pesquisa e formação em conservação, genética

Promoção de rede de pequenos corpos d’agua no hotspot de biodiversidade no Cerrado em seu serviço para atividades rurais e biodiversidade

Quantificação do serviço ecossistêmico de polinização agrícola na cultura do feijão comum (Phaseolus vulgaris L.) no Distrito Federal

Raridade, diversidade beta e aninhamento em metacomunidades

Rede Brasileira de Pesquisa em Mudanças Climáticas - subrede Biodiversidade e Ecossistemas

Research Consortium on Functional Ecology and Conservation of Cerrado Plants (FECC)

Revisão taxonômica das espécies de sapos do grupo de Rhinella marina (Anura: Bufonidae): modelo para formação de taxonomistas pela capacitação em taxonomia integrativa

Subsídios científicos para a conservação da biodiversidade brasileira

Threatened specialized interactions endemic to a biodiversity hotspot

UNITED - Unificando nichos, interacciones y distribuciones: Un entorno teórico común para dinámica de  rangos geográficos y coexistencia local

Variáveis correlacionadas com a variação espacial e temporal da diversidade beta

Vulnerabilidade dos povos indígenas da amazônia brasileira frente às mudanças climáticas